Agência Minera Brasil
14/06/2024 06:00

Manganês é o metal com maior alta em 2024





Empresas brasileiras podem acelerar projetos em fase de desenvolvimento, como é o caso da RMB que possui um excelente projeto de manganês de alto teor no Pará, aguardando a licença ambiental para implantação definitiva.



Preço da commodity supera cobre e ouro após ciclone atingir mina na Austrália, que só deve voltar a operar em 2025.


O Brasil pode se beneficiar da alta dos preços do manganês no mercado internacional, que superou commodities como o cobre e ouro depois que um ciclone interrompeu as exportações da segunda maior mina do mundo em março.
A operação da Groote Eylandt Mining (Gemco) no norte da Austrália, sofreu danificações a infraestrutura de transporte e interrompeu as exportações de minério de alta qualidade, que deverá ficar paralisada até 2025. A South32 detém 60% da Gemco e a Anglo American, 40%.
Segundo a Bloomberg os preços do manganês de 44% de pureza quase dobraram desde o início do ano, superando os ganhos de 15% no cobre, 12% no ouro e quase 30% no estanho.
O manganês é essencial para o fortalecimento do aço durante sua fabricação. A commodity também é usada em baterias e na fabricação de ligas de alumínio.
Empresas brasileiras podem acelerar projetos em fase de desenvolvimento, como é o caso da RMB que possui um excelente projeto de manganês de alto teor no Pará, aguardando a licença ambiental da Secretária do Meio Ambiente do Pará.
A mina de manganês da RMB foi enquadrada como estratégica para o país, pelo Comitê Interministerial de Análise de Projetos de Minerais Estratégicos e qualificada dentro do Programa de Parcerias de Investimentos do governo federal.

i----
ARQUIVO=manga_cegas.docx DESTINO='MEDIALAB' FUNCAO='THUMBNAIL' f----





A OESP não é(são) responsável(is) por erros, incorreções, atrasos ou quaisquer decisões tomadas por seus clientes com base nos Conteúdos ora disponibilizados, bem como tais Conteúdos não representam a opinião da OESP e são de inteira responsabilidade da WP Comunicação LTDA
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso