Agronegócios
05/04/2021 08:39

Soja: StoneX eleva estimativa de produção do Brasil em 2020/21 para 134 milhões de toneladas


Por Isadora Duarte

São Paulo, 05/04/2021 - A consultoria StoneX elevou sua estimativa de produção de soja na safra 2020/21 para 134,02 milhões de toneladas, ante 133,5 milhões de toneladas projetadas em março. Se confirmada, a produção será 7,6% superior à da temporada 2019/20, de 124,5 milhões de toneladas, e representaria novo recorde.

A previsão de área plantada também foi alterada, de 38,364 milhões de hectares esperados no mês passado para 38,436 milhões de hectares agora. A consultoria apresentou, ainda, em comunicado, leve ajuste na projeção de produtividade, de 3,48 toneladas por hectare no mês passado para 3,49 toneladas por hectare agora.

De acordo com a StoneX, a colheita apresentou resultado positivos em Estados com ciclo de produção mais tardio, que foram beneficiados por chuvas a partir de janeiro. "O Rio Grande do Sul foi o principal responsável pela maior produção nacional, com 22,3 milhões de toneladas, consolidando o segundo lugar entre os maiores produtores", avaliou a especialista de inteligência de mercado do grupo, Ana Luiza Lodi, no comunicado. No levantamento anterior, a consultoria previa produção gaúcha de soja de 20,862 milhões de toneladas.

A consultoria destaca que outros Estados, como Maranhão e Piauí, também apresentaram aumento em seus números. Em compensação, em Mato Grosso, Paraná e São Paulo houve um ajuste para baixo nos números de produção.

Com os ajustes na oferta, a StoneX prevê agora um estoque final em 2020/21 de 4,38 milhões de toneladas ante 3,84 milhões de toneladas do relatório anterior, volume bastante superior à escassez observada no fim de 2019/20, quando as reservas do grão somaram 160 mil toneladas. A consultoria manteve estimativa de exportação em 82 milhões de toneladas (ante 82,97 milhões de toneladas em 2019/20) e de demanda doméstica em 48 milhões de toneladas (acima dos 46,50 milhões de toneladas da safra passada). A consultoria pondera, contudo, que as variáveis de demanda, especialmente as exportações, ainda podem sofrer mudanças significativas, amenizando a alta de estoques.

Contato: isadora.duarte@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos