Agronegócios
10/07/2024 08:32

Grãos/Conab: país colheu 95% do milho verão da safra 2023/24; safrinha está 61,1% colhida


Por Isadora Duarte

Brasília, 10/07/2024 - A colheita da safra brasileira de milho verão 2023/24 alcançou, no País, 95% da área semeada até o último domingo (7), informou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em levantamento semanal de progresso de safra. Em relação à semana anterior, houve avanço de 1,4 ponto porcentual e, em comparação com a igual período do ano passado, há atraso de 1 ponto porcentual. Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Santa Catarina já concluíram a colheita. Rio Grande do Sul havia colhido, até domingo, 99% da área; Bahia, 96,1%; Piauí, 86% e Maranhão, 65%.

A colheita de milho de segunda safra 2023/24 atingia 61,1% da área no País até domingo, avanço de 13,2 pontos porcentuais em relação à semana anterior e de 31,8 pontos porcentuais ante igual período do ano passado. Mato Grosso, maior produtor nacional do grão, está com a colheita mais adiantada, com 82,5% da área já retirada, enquanto São Paulo tem os trabalhos mais lentos, com 25% da área colhida.

A colheita de algodão 2023/24 alcançava, até domingo, 12,3% da área plantada, avanço de 2,8 pontos porcentuais na semana e 6,3 pontos porcentuais à frente de 2022/23. Mato Grosso do Sul lidera o ranking, com 34,2% da área colhida. Já Mato Grosso, o maior produtor da fibra, havia colhido até domingo 9,7% da área.

Quanto à safra de inverno 2023/24, a Conab informou que o plantio de trigo alcançou 81,9% da área estimada até o último domingo, avanço de 4,5 pontos porcentuais na semana e atraso de 9,6 pontos porcentuais na comparação com a temporada passada. No Sul, onde concentra a produção do cereal, a semeadura segue nos três Estados produtores. O Rio Grande do Sul semeou 69% da área prevista; Paraná, 96%, e Santa Catarina, 28,2%.

Já a colheita de trigo alcançava, até domingo, 3,1% da área estimada em 2023/24, avanço de 0,4 ponto porcentual em relação à safra passada e de 2,2 pontos porcentuais ante igual período do ano passado. Apenas Goiás (58%) e Minas Gerais (8) já iniciaram a retirada do cereal do campo.

Contato: isadora.duarte@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso