Agronegócios
02/07/2021 18:01

Safra 2021/22: Agricultura reajusta preços mínimos para a safra de verão


São Paulo, 02/07/2021 - O Ministério da Agricultura publicou hoje no Diário Oficial os novos preços mínimos para a safra de verão 2021/22. Em nota, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) diz que a Portaria n° 201 inclui grãos como milho e feijão, fibras como algodão e juta/malva, e ainda produtos como leite, mandioca, borracha in natura e cacau cultivado. Os valores são utilizados como referência para as operações ligadas à Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), que visa assegurar uma remuneração mínima aos produtores rurais.

Para o algodão, tanto em pluma como em caroço, o reajuste foi de 6,65%; o arroz longo fino (no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina) teve reajuste de 12,74%, nas demais regiões e no Paraná o porcentual de variação foi de 23,32%; feijão de cores, 22,26%; feijão preto, 32,3%; leite, variação de 37,04% no Sul e Sudeste do País, e de 26,42% no Centro-Oeste, Norte e Nordeste; soja, 22,79%. As correções para o milho variam de 20,15% para os estados que integram o Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) a 26,43% para o Norte (exceto Rondônia e Tocantins), 28,09% (sem considerar Bahia, Maranhão e Piauí) para o Nordeste e de 19,25% para os estados de Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. O reajuste do cereal em Mato Grosso, maior estado produtor do País, e em Rondônia alcançou 23,74%.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos