Agronegócios
14/09/2017 11:35

Rabello: não é o BNDES Que está escangalhando as finanças públicas


Rio, 14/09/2017 - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou há pouco que não é a instituição de fomento que atrapalha o equilíbrio das contas públicas e fez críticas ao pedido de devolução antecipada de parte da dívida com o Tesouro Nacional.

"Não é o BNDES que está escangalhando as finanças públicas", disse Rabello, em palestra durante seminário promovido pela Associação Brasileira de Consultores de Engenharia (ABCE), no Rio.

Rabello questionou o fato de o banco ter R$ 170 bilhões em caixa, lembrando que o BNDES tem compromissos a cumprir em sua carteira. "Que caixa é esse? De onde vem esse caixa?", questionou o executivo.

O presidente do BNDES ressaltou ainda que o "banco que cumpre seu dever", jamais pediu socorro "à viúva", e sempre tem atendido "à viúva". "Alguma solução vamos dar, mas não necessariamente essa, do tipo 'filhinho, mande-me dinheiro'", afirmou Rabello, numa referência ao pedido, feito pelo governo, para que o BNDES devolva R$ 50 bilhões este ano e R$ 130 bilhões em 2018.

"Na medida prudencial vamos participar desse esforço, porque inclusive o governo merece", disse Rabello, elogiando a política econômica. (Vinicius Neder - vinicius.neder@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos