Agronegócios
02/12/2019 11:57

Tendências/Novaes: perspectiva de agropecuária do Brasil forte ante EUA independe do câmbio


Por Augusto Decker

São Paulo, 02/12/2019 - O real mais fraco ante o dólar - argumento usado pelo presidente norte-americano, Donald Trump, como justificativa para a perda de competitividade do produtor rural dos Estados Unidos e para as tarifas impostas a aço e alumínio de Brasil e Argentina - de fato tende a aumentar a competitividade do agricultor brasileiro no mercado internacional, no curto prazo. No entanto, esse não é o único fator. A tendência de longo prazo, mesmo sem a interferência do câmbio, é de um Brasil cada vez mais competitivo no mercado global agropecuário. A avaliação é do analista de Agronegócios da Tendências Consultoria, Felipe Novaes. "No curto prazo, a taxa de câmbio beneficia e reforça tendência de longo prazo de o Brasil se colocar cada vez mais competitivo em preços no mercado agropecuário", disse ele em entrevista ao Broadcast Agro.

Ele afirmou que no último ano e meio, a disputa comercial com a China já reduziu a competitividade dos produtos agrícolas dos Estados Unidos por causa das tarifas impostas pelo gigante asiático. "Esse foi o principal fator", disse ele. Além disso, os investimentos do Brasil em produtividade e o tempo úmido no inverno dos EUA - que atrasou o plantio local e atrapalhou a produtividade das lavouras - reforçaram a tendência de o produto rural brasileiro se tornar mais competitivo ante o dos Estados Unidos. Isso vale principalmente para grãos e fibras - cana-de-açúcar, segundo ele, não entra na análise.

Para o analista, é muito difícil apurar exatamente o peso de cada fator - taxa de câmbio, condições climáticas adversas, maior produtividade brasileira - na perda de competitividade do produtor norte-americano em relação ao brasileiro. "Isso varia bastante de mês para mês, até de semana a semana", afirmou ele. Mas a tendência no longo prazo é que a diferença na competitividade dos países fique cada vez menor.

Contato: augusto.decker@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos