Agronegócios
27/02/2024 11:45

Cana/Unica: Centro-Sul processa 549 mil t na 1ª quinzena de fevereiro, alta anual de 649,65%


Por Leandro Silveira

São Paulo, 27/02/2024 - As usinas do Centro-Sul do Brasil moeram 548,58 mil toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de fevereiro, referente à safra 2023/24, em comparação com as 73,18 mil toneladas em igual período de 2023. O resultado representou alta anual de 649,65%, informa a União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica), em levantamento quinzenal divulgado nesta terça-feira.

Conforme relatório da Unica, operaram na primeira quinzena de fevereiro 15 unidades produtoras na região Centro-Sul, sendo quatro unidades com processamento de cana, oito empresas que fabricam etanol a partir do milho e três usinas flex. No mesmo período, na safra 22/23, operaram 13 unidades produtoras. Ao fim da quinzena, uma unidade encerrou a moagem, enquanto no acumulado da safra já se contabilizam 250 unidades. No ciclo anterior, até 16 de fevereiro, 253 usinas haviam terminado o seu período de processamento.

Com relação à qualidade da matéria-prima, o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) registrado na primeira quinzena de fevereiro foi de 137,97 kg por tonelada de cana, em comparação com 143,38 kg por tonelada no igual período da safra 2022/23, queda de 3,77%.

A produção de açúcar na primeira metade de fevereiro atingiu 27 mil toneladas, o que corresponde a um aumento de 1051,02% em comparação com o volume registrado em igual período da safra 2022/23 (2 mil toneladas).

Na primeira quinzena de fevereiro, 384,98 milhões de litros (+85,44%) de etanol foram fabricados pelas unidades. Do volume total produzido, o etanol hidratado alcançou 233,32 milhões de litros (+97,74%), enquanto a produção de etanol anidro totalizou 151,66 milhões de litros (+69,24%).

Da produção total de etanol registrada na primeira metade de fevereiro, 93% foram provenientes do milho, cuja produção atingiu 356,17 milhões de litros neste ano, contra 202,67 milhões de litros no igual período do ciclo 22/23, o que representa aumento de 75,74%.

Contato: leandro.silveira@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso