Agronegócios
15/07/2021 12:00

Cacau: receita da Barry Callebaut aumenta 2,1% nos primeiros nove meses do ano fiscal, para US$ 5,83 bi


Por Isadora Duarte

São Paulo, 15/07/2021 - A fabricante suíça de chocolates Barry Callebaut obteve receita de 5,35 bilhões de francos suíços (US$ 5,83 bilhões) nos nove primeiros meses do ano fiscal 2020/21, período encerrado em 31 de maio, informou a companhia nesta quinta-feira. O resultado representa aumento de 2,1% ante igual período do ano fiscal anterior, quando a companhia faturou 5,24 bilhões de francos suíços (1 franco suíço = US$ 1,09). Em termos ajustados, houve alta de 7,7% na mesma comparação.

O volume de vendas aumentou 3,4%, para 1,622 milhão de toneladas. "No terceiro trimestre, registramos um crescimento acelerado de volume e com um forte desempenho do chocolate, ultrapassamos o volume pré-covid19", afirmou o CEO da companhia, Antoine de Saint-Affrique, no comunicado divulgado para imprensa e investidores.

No negócio de chocolate, o volume de vendas avançou 21,2% no terceiro trimestre e puxou o desempenho da empresa, disse a companhia em comunicado. O volume totalizou 1,109 milhão de toneladas nos nove primeiros meses do ano fiscal 20/21, alta de 4,4%. O crescimento, segundo a empresa, foi sustentado por todas as regiões. Já as vendas de produtos de cacau diminuíram 4,3% nos primeiros nove meses do ano fiscal, para 327.891 toneladas. No terceiro trimestre do ano fiscal, contudo, o volume de vendas aumentou 8,4%. Já as vendas de produtos gourmet e especiais avançaram 13,1%, para 185.135 toneladas.

Na região Europa, Oriente Médio e África, o volume total de vendas avançou 2,9%, para 763.375 toneladas. Nas Américas, as vendas cresceram 9,4% em volume, para 452.280 toneladas. Na região Ásia Pacífico, houve aumento de 9%, para 105.933 toneladas.

Contato: isadora.duarte@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: