Agronegócios
08/06/2021 08:17

Logística/Imea: frete tende a subir em MT a partir da 2ª quinzena de julho com colheita de milho


Por Leticia Pakulski

São Paulo, 08/06/2021 - O preço do frete tende a subir em Mato Grosso entre a segunda quinzena de junho e a última de julho, quando a colheita semanal do milho safrinha costuma evoluir bastante e a necessidade de escoar o grão aumenta, disse o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em boletim semanal. "Com a aproximação da colheita em Mato Grosso, a tendência da demanda por carretas é, historicamente, aumentar", afirmou o instituto, ponderando, contudo, que o cereal foi plantado atrasado.

O Imea destacou ainda que o custo do transporte já se encontra em níveis altos. "O preço do frete em MT no primeiro quadrimestre do ano apresentou alta de 17,35% se comparado à média dos últimos 3 anos e de 16,16% ante o ano de 2020", disse o Imea. "Deste modo, o frete pode ganhar força com o avanço da colheita e a necessidade de escoamento para o cumprimento dos contratos, podendo atingir patamares ainda mais elevados."

O instituto informou também que o seu indicador de preços teve recuo de 1,12% na comparação semanal. Conforme o boletim, o preço do milho disponível no Estado ficou cotado em média a R$ 74,25/saca.

Contato: leticia.pakulski@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos