Economia & Mercados
07/06/2022 17:47

Exclusivo: famílias de mortos em Brumadinho pedem à Sec acesso à investigação contra a Vale


Por Aline Bronzati, Correspondente

Nova York, 7/6/2022 - Familiares de vítimas da tragédia pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) pediram à Securities and Exchange Commission (SEC), que regula o mercado de capitais dos Estados Unidos, acesso à recente investigação aberta contra a mineradora. Em uma ação paralela, o grupo, representado pela Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão (Avabrum), fez o mesmo movimento no Brasil, solicitando à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informações sobre processos administrativos relacionados à companhia brasileira.

A SEC deu início à uma investigação em 28 de abril deste ano, acusando a Vale de fraude pelo colapso da barragem de Brumadinho, que matou 270 pessoas, em janeiro de 2019. O órgão regulador alega ainda que a mineradora enganou investidores norte-americanos ao levantar US$ 1 bilhão no mercado de dívida dos EUA.

A Avabrum elogiou a postura do xerife do mercado de capitais dos Estados Unidos, ao instaurar a investigação, e manifestou interesse em acompanhar o processo na Justiça. "Os procedimentos adotados pela SEC representam, para nós, uma esperança de que a irresponsabilidade será punida", diz a Associação, em ofício enviado à SEC e obtido pelo Broadcast.

No documento, os familiares, representados pelo grupo, pedem informações sobre o trâmite do processo instaurado pela autarquia norte-americana junto ao Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Leste de Nova York, onde será julgado. Também se colocam à disposição da SEC para contribuir na investigação.

As reportagens exclusivas produzidas pela equipe do Broadcast estão disponíveis na íntegra para assinantes do terminal. Para saber mais sobre o Broadcast, entre em contato com comercial.ae@estadao.com ou ligue para 3856-3500 (São Paulo) ou 0800 011 3000 (outras localidades).

Contato: aline.bronzati@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: