Economia & Mercados
16/04/2018 19:52

Netflix registra lucro líquido de US$ 290 milhões no 1º trimestre


A Netflix registrou lucro líquido de US$ 290,12 milhões no primeiro trimestre deste ano, ou US$ 0,64 por ação, representando alta de 62,8% em relação ao mesmo período de 2017, quando a companhia teve lucro de US$ 178,22 milhões. O resultado veio ligeiramente acima da expectativa de analistas consultados pela FactSet, que esperavam ganho por ação de US$ 0,63. A receita também superou levemente as previsões, ao avançar 43,2% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período do ano anterior, para US$ 3,70 bilhões. Analistas esperavam que a receita ficasse em US$ 3,69 bilhões.

Em janeiro, a companhia previu a adição de 1,45 milhão de assinantes no primeiro trimestre nos Estados Unidos - resultado que foi superado, com a Netflix apresentando 1,96 milhões de assinaturas a mais em solo americano. O resultado superou a estimativa de analistas consultados pela FactSet, que esperavam mais 1,5 milhão de assinantes nos EUA. Em todo o mundo, a empresa adicionou 7,41 milhões de assinantes, superando as estimativas anteriores, de mais 6,35 milhões de assinantes. A previsão da FactSet apontava para mais 5 milhões de contas no mundo fora os EUA.

A Netflix lembra que continuou a investir na produção internacional, o que intensificou a quantidade de contas adicionadas mundo afora. "A série 'O Mecanismo', vagamente inspirada em fatos reais está seguindo para ser uma das nossas produções originais mais vistas no Brasil. Também estamos vendo mais exemplos de conteúdo em idiomas além do inglês. Neste trimestre, La Casa de Papel', um thriller em espanhol, tornou-se a série não inglesa mais assistida na Netflix de todos os tempos", disse a companhia.

Para o segundo trimestre deste ano, a companhia espera ter lucro de US$ 358 milhões, ou US$ 0,79 por ação, e receita 41,2% maior em relação ao período entre abril e junho do ano passado, de US$ 3,934 bilhões. Já a previsão da companhia para o número total de assinantes é de 6,20 milhões de novas contas, em um montante de 131,20 milhões de assinaturas.

Com os fortes resultados, a ação da companhia saltava 6,45%, a US$ 327,64, no after hours em Nova York.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos