Economia & Mercados
02/12/2019 17:24

BC: após Secex corrigir exportações, estatísticas de balanço de pagamentos serão revisadas


Por: Fabrício de Castro

Brasília, 02/12/2019 - O Banco Central informou há pouco que, após a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia corrigir seus dados de exportação, as estatísticas do balanço de pagamentos da autarquia também serão revisadas na próxima publicação. A próxima divulgação está marcada para o dia 20 de dezembro.

“De acordo com a política de revisão de estatísticas, a correção de erros nas informações prestadas é classificada como revisão ordinária de curto prazo, o que implica revisão das estatísticas na mesma periodicidade com que são publicadas - no caso do balanço de pagamentos, mensalmente. Assim, após a Secex corrigir seus dados de exportação, as estatísticas de balanço de pagamentos serão revisadas na publicação seguinte”, informou o BC.

Na semana passada, a Secex informou que os dados de exportação referentes às primeiras quatro semanas de novembro “sofreram alteração significativa”. Com isso, as exportações do acumulado até a quarta semana do mês somaram US$ 13,498 bilhões. O dado divulgado originalmente era de US$ 9,681 bilhões.

Trump

Na manhã de hoje, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou, por meio de rede social, que vai retomar, de imediato, a imposição de tarifas a importações de aço e alumínio do Brasil e da Argentina, uma vez que ambos os países "vêm promovendo maciça desvalorização" de suas moedas. Trump afirmou ainda que isso " não é bom" para produtores agrícolas americanos.

Questionado sobre o assunto, o BC lembrou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o Ministério da Economia já divulgou nota sobre o assunto. Na nota, o governo brasileiro disse que está "em contato com interlocutores em Washington" após ter tomado conhecimento da declaração do presidente dos EUA.

"O governo trabalhará para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA, com vistas a ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países", afirma a nota, assinada pelos ministérios das Relações Exteriores, Economia e Agricultura.

Contato: fabricio.castro@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos