Economia & Mercados
23/05/2022 11:40

CBIC/José Carlos Martins: se CVA não reagir, esperamos queda do mercado imobiliário este ano


Por Circe Bonatelli

São Paulo, 23/05/2022 - A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) passou a trabalhar com a possibilidade de um recuo na quantidade de imóveis lançados e vendidos em todo o País em 2022 na comparação com 2021 caso não haja uma recuperação do Casa Verde e Amarela (CVA).

"Se a habitação de mercado se estabilizar, e o CVA não se recuperar, esperamos uma queda", afirmou há pouco o presidente da CBIC, José Carlos Martins, em entrevista coletiva à imprensa.

Martins comentou ainda que o programa habitacional dificilmente terá, neste ano, o mesmo nível de contratações que nos anos anteriores. Com o aumento no custo dos insumos, muitos projetos ficaram inviáveis, o que leva à necessidade de revisão do funcionamento do programa.

O presidente da CBIC avaliou que o segmento imobiliário de médio e alto padrão (fora do CVA) "têm salvado o mercado imobiliário" neste ano. A tendência, entretanto, é que a comercialização dessas unidades fique estável ao longo dos próximos trimestres por conta da elevação das taxas de juros dos financiamentos.

Martins lembrou também que o segmento de médio e alto padrão teve níveis muito altos de lançamentos e vendas nos últimos dois anos. Há, portanto, uma base de comparação muito forte, que dificulta novos crescimentos em termos porcentuais.

Contato: circe.bonatelli@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: