Economia & Mercados
12/03/2024 21:11

Prates é uma pessoa da área, a minha opinião é que deve continuar na Petrobras, diz Alckmin


O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic), Geraldo Alckmin, disse nesta terça-feira, 12, que, em sua opinião, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, deve continuar no comando da estatal, destacando a trajetória do ex-senador no setor de óleo. "A presidência da Petrobras é um cargo de confiança do presidente da República. Na minha opinião, deve continuar, é uma pessoa da área e tem todas as condições de fazer", respondeu Alckmin à rádio Itatiaia ao ser questionado sobre o futuro de Prates após a crise envolvendo a distribuição dos dividendos extraordinários da estatal. Ontem, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, descartou que a saída de Prates tenha sido cogitada.

Na entrevista, Alckmin também comentou sobre a inauguração do Complexo Mineroindustrial da Eurochem, no Triângulo Mineiro, que tem cerimônia programada para amanhã com a presença do ministro e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo Alckmin, a previsão é de que o complexo fornecerá 1 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados por ano para a agricultura brasileira, contribuindo com a diminuição da dependência das importações do produto em 15%. "Nós importamos atualmente 75% de fosfatados para fertilizantes", disse.

Ele ainda destacou outros projetos para reduzir a dependência da importação de fertilizantes. Segundo ele, há uma mina de potássio em Autazes, no Amazonas, que deve ter a licença liberada nas próximas semanas. No caso dos nitrogenados, citando a Petrobras, Alckmin mencionou estudos para retomada de atividades no polo de Camaçari (BA) e em Laranjeiras (SE).
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso