Economia & Mercados
27/03/2020 18:02

Arcelor Mittal corrige: operação no Brasil terá adequações em produção em decorrência de crise


Att srs assinantes,

A ArcelorMittal corrigiu a informação do primeiro parágrafo do texto publicado às 16h23. O alto-forno 3 na unidade de Tubarão (ES) não será parado imediatamente. Segue abaixo a nota corrigida

Por Fernanda Guimarães

São Paulo, 27/03/2020 - Na esteira da crise trazida pelo novo coronavírus, a ArcelorMittal Brasil fará adequações em sua produção. No segmento de aços longos, a empresa reduzirá temporariamente a produção em algumas unidades industriais em abril. No segmento de aços planos, a empresa decidiu pela parada, por até 45 dias, das atividades do Alto-Forno 3 na unidade de Tubarão (ES). A parada do forno, contudo, não será feita imediatamente.

Segundo a companhia, a unidade de João Monlevade, a Mina do Andrade e algumas unidades florestais (MG) permanecerão produzindo em ritmo normal. "Desde o início do surto, as unidades da ArcelorMittal em todo o mundo vêm adotando uma série de ações alinhadas às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Poder Público, visando apoiar na prevenção da disseminação do vírus e na redução dos riscos de transmissão da doença, dentro e fora da empresa", informou a companhia, em nota.

Dentro de casa, a companhia informou que, dentre as medidas preventivas, suspendeu
eventos externos, internos e atividades com grande aglomeração de pessoas, cancelou todas as viagens a trabalho e reuniões presenciais, por exemplo. "A empresa também adotou, nos últimos dias, o trabalho remoto para a maioria das funções administrativas como forma de diminuir o volume de circulação de pessoas em suas dependências", destacou.

"A empresa está confiante de que as medidas preventivas adotadas coletivamente pelo poder público, setor privado e sociedade irão contribuir para a contenção da pandemia, possibilitando a superação desta crise inédita que afeta todo o mundo", segundo a Arcelor.

Contato: fernanda.guimaraes@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso