Política
24/07/2020 14:16

Doria: PSDB não classifica como política investigações contra membros da sigla, são técnicas


Por Elizabeth Lopes

São Paulo, 24/07/2020 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou há pouco que não considera as operações da Polícia Federal com foco em correligionários tucanos como políticas, mas sim técnicas e que todas as investigações devem ser feitas sem obstruções. "Não vemos essas denúncias como uma resposta de ordem política, e sim de ordem técnica. O dever (da Polícia Federal) é investigar, assim como o dever do PSDB é não criar nenhuma obstrução e nem condenar", disse ele, destacando que é bom deixar claro que tudo ainda está no âmbito das investigações.

Sem citar o PT, o governador paulista disse que seu partido age nessa questão de forma diferente de um outro que "criou obstáculos" nas investigações contra sua maior liderança - o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - "e classificou essas operações de políticas". No PSDB, além do ex-governador Geraldo Alckmin e do senador José Serra (SP), que estão no foco da Operação Lava Jato, o agora deputado federal Aécio Neves (MG) também é alvo da Polícia Federal, em investigação que apura, de acordo com informações divulgadas pelo O Globo, o repasse de ao menos R$ 1 milhão em caixa dois à campanha presidencial do tucano em 2014.

(Elizabeth Lopes - elizabeth.lopes@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos