PR Newswire Internacional
22/08/2019 15:03

São Paulo possui um "pré-sal caipira" em potencial energético


São Paulo possui um "pré-sal caipira" em potencial energético

Potencial de energia renovável do estado foi destacado durante Seminário de Bioeletricidade na Fenasucro

PR Newswire


SERTÃOZINHO, Brasil, 22 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- O interior de São Paulo possui um potencial de energia renovável que é considerado um "pré-sal caipira", segundo Ricardo Cantarini, assistente executivo da Subsecretaria de Petróleo e Gás da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo.


Durante o IX Seminário de Bioeletricidade, realizado quarta-feira, na 27ª Fenasucro, que acontece até sexta-feira (23/08), em Sertãozinho/SP, Cantarini destacou a importância da produção do Estado de São Paulo que, atualmente, é maior produtor de cana e etanol e o segundo maior produtor de gás do Brasil.


"A tendência mundial aposta na eficiência energética e em matrizes renováveis para a redução das emissões globais de gás carbônico. Entre 2006 e 2017 foi registrado um aumento no consumo de etanol no Estado de São Paulo provocando uma redução drástica na emissão", afirma Cantarini.


Ele também destacou a importância estratégica da produção de energia nas usinas e o potencial da produção de biogás por meio da vinhaça e relatou o projeto envolvendo a produção em duas usinas na região de Presidente Prudente/SP.


"Atualmente temos 204 usinas gerando energia elétrica, sendo 70 unidades em 20 km de distância da rede de linha de transmissão. Outra oportunidade é a produção de biogás por meio da vinhaça, que possui um potencial de produção de 8 milhões de metros cúbicos por dia. Esse volume representa metade dos 16 milhões de metros cúbicos que são consumidos em nosso estado. Temos um "pré-sal caipira" em fonte de energia renovável e o Governo do Estado de São Paulo está apoiando e estimulando os projetos nesse sentido", diz Cantarini.


Expectativa em relação ao governo


O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, participou de um debate na Fenasucro com as lideranças empresariais da região abordando temas como conjuntura política, econômica, as reformas da previdência e tributária.


"Confiamos que o Senado dará seu aval às mudanças negociadas nos últimos meses porque evita que as contas públicas entrem em colapso na próxima década ao garantir uma economia da ordem de R$ 1 trilhão. O primeiro passo em direção a rota de crescimento já foi dado. A convergência obtida nessa reforma deve servir de exemplo para o próximo desafio: uma reforma tributária que destrave a economia e gere os empregos que precisamos", disse Skaf.


O evento


A Fenasucro deve movimentar mais de R$ 4 bilhões em negócios, envolvendo representantes de 100% das usinas brasileiras e de outros 43 países.


Telefone: (17) 3322 6772


FONTE FENASUCRO & AGROCANA

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos