PR Newswire Internacional
20/08/2019 05:00

Henley & Partners: cresce a ansiedade sobre o impacto do Brexit sem acordo no poder do passaporte da Grã-Bretanha


Henley & Partners: cresce a ansiedade sobre o impacto do Brexit sem acordo no poder do passaporte da Grã-Bretanha

PR Newswire


LONDRES, 20 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- A apenas 10 semanas do prazo final para o Brexit, em 31 de outubro, os britânicos estão progressivamente mais preocupados sobre o possível declínio do poder de seu passaporte. Conforme milhões de pessoas regressam de suas viagens de verão ao exterior, sem vistos, e mais de cinco milhões de portadores de passaportes britânicos vivendo permanentemente fora do Reino Unido consideram, ansiosamente, suas opções alternativas de cidadania, há uma crescente percepção de que o passaporte britânico pode, em breve, não ser mais o que já foi, em termos de mobilidade global e liberdade de residência.


Brexit duro ("Hard" Brexit), Brexit brando ("soft" Brexit), Brexit sem acordo (no-deal Brexit) ou mesmo um segundo referendo podem resultar em implicações radicalmente diferentes e largamente imprevisíveis para os detentores de passaporte britânico, desde a facilidade de fazer negócios e de viajar para o exterior à capacidade de viver, trabalhar e estudar em qualquer país da União Europeia (UE).


Nos últimos 14 anos, o Reino Unido tem mantido, consistentemente, um dos cinco primeiros lugares no Índice de Passaporte da Henley. Entretanto, com sua saída da UE agora iminente, complementada pela contínua confusão em torno dos termos da retirada, a posição do Reino Unido, uma vez forte, parece crescentemente incerta, com o passaporte britânico caindo das cinco melhores posições no ranking global pela primeira vez, em julho deste ano.


O presidente-executivo da firma de migração de investimentos Henley & Partners, Dr. Juerg Steffen, disse que se observou um aumento de 200% de britânicos fazendo requerimentos para programas de residência e cidadania por investimento nos últimos dois anos. "Temos observado um aumento significativo, recentemente, em consultas sobre opções de migração por investimento de indivíduos de alto patrimônio líquido (HNWIs ? high-net-worth-individuals) da Grã-Bretanha e de Hong Kong. Como a maioria dos gestores de patrimônio privado irão lhe dizer, riqueza apenas não é uma garantia de liberdade e segurança pessoal e financeira. Isso pode não ser intuitivo para HNWIs britânicos, que têm desfrutado até agora o luxo de ter cidadania blindada, mas para HNWIs de jurisdições menos estáveis, a ideia de gerenciar seus riscos e criar oportunidades através de residência e cidadania alternativas é bem entendida".


Para os HNWIs britânicos, sem as conexões ancestrais para aderir ao bem documentado aumento de pedidos de cidadania alemã, irlandesa e de outros países europeus, há inúmeras opções disponíveis. Por um investimento de EUR 1 milhão a EUR 2 milhões, Malta e Chipre oferecem os programas de cidadania por investimento mais populares na UE no momento. Junto com a maioria dos demais estados-membros da UE, eles também oferecem residência por investimento a um nível de preço mais baixo. O Programa de Permissão de Residência Ouro de Portugal e o Programa de Visto Ouro da Grécia, onde o investimento mínimo em propriedades começa com EUR 350.000 e EUR 250.000, respectivamente, também são crescentemente populares e incluem a oportunidade de requerer cidadania completa após cinco anos.


O Dr. Steffen declara que muitos programas de residência e cidadania por investimento no mundo incluem essa opção imobiliária, que possibilita a investidores incluir a compra de uma propriedade em seu requerimento. "Com o mercado imobiliário florescendo na Europa, atualmente, a aquisição de uma propriedade, vinculada à cidadania ou residência, é um investimento seguro e sensato. Os programas de migração de investimentos têm uma cobertura de volatilidade embutida, na qual há uma equação de valor mais ampla, separada da métrica imobiliária padrão ? tudo o que vem com mobilidade aumentada. Continua a ser um meio financeiramente acessível e viável de reduzir os fatores de risco de todos os lados do debate sobre o Brexit".


Sarah Nicklin
Gerente sênior de Relações Públicas do Grupo.
sarah.nicklin@henleyglobal.com


FONTE Henley & Partners

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos