Releases
11/10/2017 18:29

Técnica a laser aumenta o prazer sexual da mulher


São Paulo, SP--(DINO - 11 out, 2017) - A sexualidade feminina é alvo de estudos há muitos anos e muitas pesquisas sempre mostram que as mulheres têm mais dificuldade de chegar ao orgasmo comparando-se aos homens. Um estudo recente sobre o assunto, publicado em março deste ano na revista científica Archives of Sexual Behaviour, divulgado pela rede BBC, analisou o orgasmo de 52.600 pessoas entre diferentes gêneros e orientações sexuais. Segundo os pesquisadores da Universidades de Indiana, de Claremont e Chapman, todas nos Estados Unidos, 65% das mulheres heterossexuais têm orgasmos, em comparação a 95% dos homens heterossexuais.

Esse é um dos motivos para que um novo procedimento médico esteja atraindo cada vez mais mulheres aos consultórios dermatológicos. Trata-se de um protocolo a laser que ajuda na restauração da vagina e do canal vaginal, sem a necessidade de intervenção cirúrgica, melhorando não só sua aparência estética, como o prazer sexual e, assim, facilitando o orgasmo.

Segundo a Dra. Bruna Rezende, médica dermatologista que atende pacientes em busca do tratamento íntimo em seu consultório, trata-se de um protocolo feito com a radiofrequência Exilis. "São aplicadas ondas de radiofrequência no canal vaginal, atingindo as camadas mais profundas da pele e estimulando o colágeno, responsável pela melhora na flacidez da pele e dando mais firmeza à musculatura. Além disso, as ondas de calor também são direcionadas aos grandes e pequenos lábios, fazendo-os se contrair e diminuindo assim seu tamanho", explica a doutora.

Segunda a dermatologista, essa melhora na firmeza dos músculos ajuda as mulheres a terem mais sensibilidade na hora do ato sexual e o calor do laser também dilata os vasos sanguíneos da região deixando o canal vaginal mais irrigado e, assim, com maior facilidade de se lubrificar, tornando mais fácil alcançar o orgasmo. O protocolo também tem tido muita procura por mulheres que tiveram o períneo relaxado após o parto ou não gostam da aparência estética da vagina. Além disso, o método também ficou conhecido após duas irmãs da família de socialites Kardashian revelarem serem adeptas.

É um tratamento simples, não invasivo e que não exige repouso sexual, não deixa manchas e nem cicatrizes. Os resultados são rápidos, com protocolo de apenas 4 sessões, sendo uma por semana e sua contraindicação é apenas gestantes ou para quem tem DIU de cobre ou implantes metálicos na região. No pós parto, está liberado após 40 dias, mesmo para quem está amamentando.


Website: http://www.healthconcept.com.br/
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos