Releases
11/10/2018 17:49

16 de outubro é o Dia Mundial do Pão. Entre tantas variedades de pães industrializados, você sabe quais são os mais consumidos pelos brasileiros?


São Paulo, SP.--(DINO - 11 out, 2018) - Pelo segundo ano consecutivo, a ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados) encomendou para a Kantar WorldPanel uma pesquisa sobre as preferências e os perfis dos consumidores de pão no país. No Brasil, as versões industrializadas têm conquistado mercado por sua praticidade e tempo maior de vida útil e já estão presentes em 78% dos lares. Entre tantas opções disponíveis nos pontos de venda, você sabe qual é o preferido dos brasileiros?

Em 2017 foram consumidas 433,911 mil toneladas de pães industrializados. Os fatiados - também conhecidos como pães de forma - representaram 75,2% do volume de vendas da categoria, ou seja, 326,3 mil toneladas; em seguida aparecem as bisnaguinhas, com 11,9% (51,6 mil toneladas), e os específicos para hot dog e hambúrguer, com 3,1% (13,4 mil toneladas) e 2,7% (11,7 mil toneladas) respectivamente.

Quando restringimos os resultados para o universo dos pães de forma, a pesquisa concluiu que os especiais (nas versões integral, com grãos, preto, de centeio, entre outras) atraíram novos compradores e cresceram 12,6% na comparação entre 2016 e o ano passado. Somente em 2017 este tipo correspondeu a 21,6% do total de consumo dos fatiados, cerca de 70,4 mil toneladas, ficando atrás apenas dos tradicionais (pão branco), com 48% (156,6 mil toneladas).

"A nova geração de consumidores, que está cada vez mais consciente e ligada às questões que envolvem saúde, bem-estar e praticidade, trouxe diversos desafios à indústria alimentícia. Atentos a esse conceito, os fabricantes de pães investiram no desenvolvimento de novos produtos e ampliaram seu espaço nas gôndolas com linhas que equilibram nutrição e sabor na medida certa", comenta Claudio Zanão, presidente-executivo da ABIMAPI.

Assim como na primeira edição da pesquisa, o novo estudo analisou durante o ano de 2017 uma mostra de 11.300 lares que representam um universo de 53 milhões de famílias espalhadas por sete macrorregiões. Repetindo o ranking de 2016, a Grande São Paulo apresentou maior índice de compra, responsável por 20,5% do consumo; em seguida aparecem Sul (18,1%), Leste e interior do Rio de Janeiro (16,6%), Interior de São Paulo (16,2%), Grande Rio de Janeiro (13,3%), Norte e Nordeste (9,6%) e Centro-Oeste (5,7%).


Website: https://www.abimapi.com.br/

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos