Economia & Mercados
23/02/2021 06:47

CSN tem lucro líquido de R$ 3,896 bi no 4TRI20, alta de 243% em um ano, e recorde no Ebitda


Por Niviane Magalhães

São Paulo, 23/02/2021 - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) obteve lucro líquido de R$ 3,896 bilhões no quarto trimestre de 2020, alta de 243% em relação ao mesmo período de 2019 e ganho de 208% ante o terceiro trimestre. Em todo o ano passado, o lucro líquido totalizou R$ 4,292 bilhões, incremento de 91% ante 2019.

Além disso, a companhia registrou recorde trimestral de Geração de Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de R$ 4,738 bilhões no quarto trimestre, expansão de 35% contra o terceiro trimestre e avanço de 200% em um ano, com margem Ebitda ajustada de 47%, em função da boa performance nos segmentos de mineração, siderurgia e cimentos. Em todo o ano de 2020, a geração de Ebitda também foi recorde, totalizando R$ 11,500 bilhões, ganho de 59% ante 2019, com margem Ebitda de 37%, diante do forte desempenho em todos os segmentos, alavancados pelos aumentos de preços das commodities.

A empresa obteve ainda intensa geração de fluxo de caixa livre no quarto trimestre de R$ 3,750 bilhões influenciado pelo forte desempenho operacional e redução do capital de giro. Diante disso e do Ebtida robusto, a companhia conseguiu reduzir seu nível de alavancagem para 2,23 vezes no quarto trimestre, ante 3,67 vezes no terceiro trimestre, atingindo o menor patamar de alavancagem em 10 anos.

Enquanto isso, a receita líquida da companhia em 2020 e no quarto trimestre totalizou R$30,064 bilhões e R$ 9,794 bilhões, respectivamente, sendo 18% e 12% superior ao auferido em 2019 e no quarto trimestre de 2019, nesta ordem. O aumento se deu principalmente pelo desempenho nos segmentos de siderurgia e mineração, impulsionados pela alta global dos preços das commodities.

Setores

Entre os setores, destaque para o de mineração, que registrou recorde trimestral de Ebitda, a R$ 3,200 bilhões, alta de 19% em relação ao montante atingido no terceiro trimestre, em função do avanço no preço do minério de ferro, o que compensou a produção e vendas menores no trimestre.

No quarto trimestre, a produção de minério de ferro da CSN somou 7,8 milhões de toneladas, 18% inferior ao trimestre anterior, em função da sazonalidade das chuvas, e dificuldades pontuais trazidas por novos protocolos operacionais no contexto da Covid-19. Em 2020, a produção chegou a 30,7 milhões de toneladas ou 20% abaixo de 2019 em função de fatores climáticos no primeiro trimestre de 2020 e atrasos em frentes de lavras, já normalizadas. Em relação ao volume de vendas, a empresa atingiu 8,6 milhões de toneladas no quarto trimestre, 6% inferior ao trimestre anterior diante da menor disponibilidade de minérios. Em 2020, o volume de vendas ficou 19% abaixo de 2019 em função da menor produção no primeiro semestre.

O setor de siderurgia também registrou recorde histórico no Ebitda, totalizando R$ 1,237 bilhão, impulsionado pela forte recuperação da demanda no segmento automotivo e intensa realização de preços dos aços planos.

No quaro trimestre, a produção de placas pela CSN somou 898 mil toneladas, 15% maior em relação ao terceiro trimestre, após a normalização da produção a partir da retomada do AF#2 em meados de novembro de 2020, gerando maior disponibilidade de produto. No entanto, a produção acabou sendo limitada por paralisações causadas por quedas exógenas de energia em dezembro. Em 2020, as vendas totais atingiram 4,651 milhões de toneladas, 3% acima quando comparadas as registradas em 2019, em função principalmente de maiores vendas no mercado doméstico mesmo diante da crise mundial desencadeada pela Covid-19. Apenas no quarto trimestre, as vendas totais somaram 1,229 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, 10% superior em relação ao 4T19, devido principalmente à recuperação do mercado interno nos diversos segmentos de atuação da empresa

Despesas

Em 2020, as despesas com vendas, gerais e administrativas totalizaram R$ 2,509 bilhões, 12% menor que o registrado em 2019, resultado do menor custo de frete. As despesas com vendas reduziram em 14,4% no ano, enquanto as despesas gerais e administrativas diminuíram 1,3% na mesma base comparativa. Em 2020, o resultado financeiro atingiu o saldo negativo de R$ 796 milhões, no qual o custo da dívida foi parcialmente compensado pela valorização das ações da Usiminas.

Investimentos

No quarto trimestre de 2020 foram investidos R$ 519 milhões em função da aceleração de diversos projetos de sustaining na siderurgia. Na mineração, os investimentos referem-se à renovação de equipamentos de mina e às plantas de filtragem de rejeitos para processamento de 100% da produção sem a necessidade de utilização de barragens.

Contato: niviane.magalhaes@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos