Economia & Mercados
11/01/2019 08:29

Gol altera guidance de 2018 e 2019 com adoção do IFRS 16 e anuncia projeções para 2020


São Paulo, 11/01/2019 - A Gol anuncia revisão de suas projeções de 2018 e 2019 devido ao impacto da nova norma contábil IFRS 16, sobre arrendamentos, e também divulga guidance para 2020. De modo geral, as margens Ebitda e Ebit (operacional) aumentam, assim como o indicador de alavancagem.

A previsão para margem Ebitda sobe de 16% para 26% em 2018; de 17% para 27% em 2019; e é de 28% em 2020. Já a margem Ebit vai de 11% para 16% em 2018; de 12% para 17% em 2019 e a estimativa para 2020 é alcançar 18%.

O indicador de alavancagem também cresce, de 2,6 vezes a relação entre dívida líquida e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), para 3,6x em 2018 e de 2,5x para 3,0x em 2019. Já em 2020 o guidance baixa para 2,5x.

Na tabela, há estimativas preliminares também para dados operacionais. A frota total média em 2018 não muda, com 118 aeronaves. Em 2019, a variação aumenta, de uma faixa anterior de 121 a 123 para 122 a 125 aeronaves, ao passo que em 2020 a expectativa preliminar é contar com 125 a 128. Além do IFRS16, a revisão do guidance considera os resultados iniciais da aceleração da incorporação das aeronaves 737 MAX na frota, variações de câmbio e nos preços do petróleo, além de estimativas de demanda emovimentos na capacidade dos concorrentes.

Quanto aos dados operacionais, a previsão de variação da oferta total (ASK) é elevada de entre 1% e 2% para alta de 2,9% em 2018; de 5 a 10% para a faixa de 6 a 10% em 2019; e de 7 a 10% em 2020.
(Luana Pavani - Luana.pavani@Estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos