Política
23/02/2021 17:23

Bolsonaro comemora recuperação de ações da Petrobras e critica 'falácia da mídia' sobre estatal


Por Eduardo Rodrigues e Emilly Behnke

Brasília, 23/02/2021 - Após a Petrobras ter perdido mais de R$ 100 bilhões em valor de mercado nos últimos dias depois da interferência do presidente Jair Bolsonaro no comando da empresa, o chefe do Executivo aproveitou evento há pouco, no Palácio do Planalto, para destacar que as ações da companhia se recuperaram em parte nesta terça-feira, 23.

"Eu queria cumprimentar todos aqueles que não se deixarem levar pelas falácias da mídia. Cumprimentar que a Petrobras já recuperou 10% no dia de hoje. As acusações infundadas duraram poucas horas. É natural que quando há um prazo para acabar um mandato, o presidente seja reconduzido ou outro seja colocado em seu lugar", afirmou, no lançamento da iniciativa Agenda Prefeito + Brasil, da Secretaria de Governo.

O presidente destacou a importância do setor de energia para o governo. "Nós não temos uma briga com a Petrobras, queremos que cada vez mais ela possa nos dar transparência e previsibilidade. Não precisamos esconder reajustes ou seja lá o que for que integra o preço final dos combustíveis", acrescentou.

Para Bolsonaro, o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, é um bom gestor, assim como o seu substituto, general Joaquim Silva e Luna. "Saiu um bom gestor, está entrando um outro excelente gestor. No caso, o Silva e Luna", disse.

"Silva e Luna fez um excepcional trabalho em Itaipu Binacional. Quantos de nós governadores gostaríamos de ter alguém como o Silva e Luna em uma estatal. Lá ele fez coisas muito além do seu trabalho", completou, citando duas pontes com o Paraguai, a extensão da pista de Foz de Iguaçu e outras obras como pequenas centrais hidrelétricas (PCHs).

contato: eduardor.ferreira@estadao.com e emilly.behnke@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos