Economia & Mercados
13/09/2018 15:53

EDP diz que é mais fácil aprovar investimento no Brasil do que em Portugal


A Energias de Portugal (EDP) tem mais facilidade atualmente em aprovar um investimento no Brasil do que em Portugal e Espanha, disse nesta quinta-feira, 13, o presidente Miguel Setas. Segundo ele, o ambiente regulatório é um dos atrativos para consolidar a presença da companhia que atua nas áreas de geração, distribuição e transmissão em 11 Estados brasileiros.

"O setor evoluiu muito no Brasil, principalmente a financiabilidade", destacou Setas, lembrando que há 10 anos apenas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tinha recursos para o setor, que hoje podem ser obtidos em agências multilaterais, bancos regionais como o BNB (Banco do Nordeste).

Ele participa de seminário promovido pela Fundação Comitê de Gestão Empresarial e pela Associação Brasileira de Companhias de Energia Elétrica (ABCE), que tem por objetivo reunir reivindicações do setor para serem entregues aos candidatos à presidência da República.

Setas destacou entre os principais problemas a questão do risco hidrológico do setor elétrico, que gerou um impacto de R$ 100 bilhões na conta do consumidor brasileiro, e que mês a mês se acumula. "Esse assunto merece atenção. Sabemos que tem uma lei tramitando no Senado, mas cada mês que passa vai se avolumando", disse durante sua apresentação. "Se houver assunto emergencial para se resolver no setor é o risco hidrológico", afirmou.

Para Setas, o próximo presidente precisa terminar a privatização da Eletrobras, "que abre uma nova fase para o setor elétrico brasileiro"; impulsionar o mercado livre; aprovar a formação do preço horário, "que vai ter impacto no setor a partir de 2020"; diversificar a matriz; e acabar com subsídios que oneram o setor. "O grupo EDP acha que o regulatório brasileiro é sofisticado, carece de aprimoramento, mas conseguiu sustentar esses investimentos que fazemos aqui", avaliou. "Há uma agenda estruturante que deve ser vista no longo prazo, desafios mais contemporâneos do setor como avanços tecnológicos", concluiu.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos